Quantas vezes você já ligou seu rádio e ficou se perguntando "Onde eu posso encontrar os colegas para um QSO?" Esta pergunta é bastante freqüente principalmente quando estamos viajando e não estamos familiarizados com os grupos de radioamadores e repetidoras locais.

Você vê um carro que vai a sua frente com uma antena de radioamador e não consegue fazer um contato porque não sabe em qual freqüência o colega está sintonizado e vice versa, e assim lá se vai a oportunidade de um QSO. Se houver uma repetidora no seu caminho, porquê utilizá-la para um contato com o veículo que segue poucos metros a sua frente? A qualidade do contato será certamente muito melhor em SIMPLEX.

Se você estiver enfrentando uma dificuldade ou emergência, como conseguir um contato Salvador da Pátria?

As situações acima descritas são apenas algumas das muitas que podem se apresentar no dia a dia e sabe porquê elas acontecem? A resposta é muito simples - nós, radioamadores, não convencionamos e não fazemos uso de uma Freqüência Nacional de Chamada (FNC).

A idéia do uso de uma Freqüência Nacional de Chamada (FNC) é bastante simples - uma vez conseguido o QSO, fazemos uma QSY e deixamos a FNC livre para outros colegas. A maioria dos rádios modernos possui uma memória dedicada com prioridade (Call Frequency ou Channel) que normalmente não é utilizada e certamente será de grande valia se adotarmos uma FNC.

Estamos propondo como prática para adoção em nível nacional, a seguinte Freqüência Nacional de Chamada para a Faixa dos 2 Metros.

FNC para contatos em FM SIMPLEX: 146.520 MHz.

Colaboração: Dirceu C. Cavalcanti - PY5IP

Créditos: ARUR - Associação de Radioamadores de Ubá e Região
www.arur.com.br - Matéria Original

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem