Antes de mais nada, não estamos falando em Roberto Carlos... HI...



O radioamadorismo é cheio de histórias interessantes de contatos incríveis, tanto pela dificuldade, quanto pelo ineditismo. Os radioamadores estão “no ar” há mais de um século e neste período temos conseguido grandes feitos. Porém, uma das coisas mais interessantes do radioamadorismo é que nunca sabemos aonde nosso sinal está chegando ou com quem estaremos fazendo contato. Num minuto, estamos falando com um colega da mesma cidade ou região, e no outro, podemos ser ouvidos por outros bem mais distantes. Quem sabe, até, por um Rei.



Pois bem, durante várias décadas, uma estação bastante ativa nas faixas de radioamadores tinha o indicativo JY1. A voz pertencia a alguém chamado “Husseim”, QTH “Aman, Jordânia”. Com exceção do indicativo incomum, nem a voz calma e educada, nem o nome, nem o QTH chamavam atenção. Porém, quem já era veterano nos anos 70 a 90 já sabia de quem se tratava. Era Sua Majestade, o Rei Hussein I da Jordânia. Quando chamava CQ, em poucos minutos se formava um grande “pile up” de colegas de todo o mundo para conseguir um contato com o Rei. Aliás, rei apenas fora do rádio. Nas faixas, era apenas Hussein, como fazia questão de se apresentar.


Cartão QSL de JY1, assinado pelo próprio rei.



Quando não estava fazendo guerra, negociando a paz ou administrando seu próprio país por quase meio século, o rei Hussein estava em busca de amigos através das ondas de rádio, como se estivesse clicando nas páginas de uma antiga versão do “facebook”, nos anos 60 a 90.



O rei Hussein não era o único chefe de estado que gostava das ondas de rádio. Durante sua vida, ele poderia ter se juntado aos companheiros entusiastas KY2 (sua esposa, a rainha Noor), EA0JC (rei Juan Carlos da Espanha), LU1SM (presidente argentino Carlos Menem). Até mesmo o mundialmente famoso VU2RG (Rajiv Ghandi) também dividia seu tempo fazendo QSOs.



Mas entre eles, Hussein reinou supremo. Não era incomun ouvi-lo chamando geral nas faixas e atendendo pacientemente a todos que o contestavam. E não eram poucos! Cada um, posteriormente, recebia em sua casa um belo e cobiçado cartão QSL, assinado pelo rei em pessoa.



Ele não era apenas de falar. Entusiasta do radioamadorismo, quando ficou sabendo que o satélite P3A, desenvolvido por radioamadores, havia sido destruído após a falha no foguete que o lançaria ao espaço em 1980, o rei pessoalmente enviou um cheque para ajudar no prejuízo e em 1983 outro satélite foi lançado com esta ajuda.


A estação de JY1, com destaque aos muitos diplomas de concursos que ele participou.



O rei fez contato com o primeiro radioamador no espaço - W5LFL (Owen Garriott a bordo do ônibus espacial Columbia).Costumava operar não só da Jordânia, mas dos Estados Unidos, Espanha, Áustria e Canadá, quando estava em suas viagens como chefe de estado inclusive.



Além destes feitos que rendem manchetes de jornais, o rei também ajudava de forma quase anônima, em ações bem menos chamativas. Em 1964, um pequeno grupo de militares da Marinha dos EUA nas Ilhas Aleutas estava tendo problemas nas suas comunicações após um terremoto no Alasca. Estes militares estavam tentando contato utilizando as faixas de radioamador, e para isso chamavam por colegas que pudessem estabelecer uma ligação com suas famílias. Numa destas chamadas, JY1 contestou. Diretamente de Aman, onde estava, o rei telefonou para as famílias daqueles militares, uma por uma. Possivelmente a conta de telefone deve ter ido às alturas, como resultado daquelas ligações  que, na época, custavam uma pequena fortuna.


JY1 operando JY74X



O rei Hussein também participou da histórica operação conjunta entre Israel e Jordânia sob o indicativo JY74X em 1995, no Monte Nebo, onde radioamadores de ambos os países operaram juntos. O rei fez aparições tanto no ar quanto pessoalmente, para o deleite dos participantes e daqueles que tentavam contato com JY74X.



Ele sempre mencionava que gostava de operar sempre que podia. Também gostava de construir seus próprios equipamentos, como todo bom radioamador.



E assim, habitualmente se podia ouvir o curioso indicativo JY1 nas faixas, mesmo em seus últimos anos. Após várias tentativas de tratamento para vencer um câncer, o Rei Hussein se tornou “silent key” em 1999. Ao saber de seu falecimento, toda a comunidade radioamadorística mundial se juntou em homenagens ao que era provavelmente seu mais ilustre membro.



Porém, sua memória permanece. Esta semana, foi divulgado um vídeo com os últimos preparativos para o lançamento de um microssatélite Cubesat muito especial: é o JY1SAT, o primeiro satélite da Jordânia, que será lançado em breve. Como demonstra em seu indicativo, este Cubesat presta uma homenagem ao legado do Rei Hussein, primeiro radioamador da Jordânia e um verdadeiro embaixador dos radioamadores de todo o mundo.



O príncipe herdeiro da Jordânia observa o Cubesat antes do envio para o lançamento 



Uma equipe de 16 estudantes universitários foi encarregada do desenvolvimento do satélite, supervisionados por um grupo de especialistas e acadêmicos por meio de reuniões semanais na Sociedade Real de Radioamadores da Jordânia(RJRAS). Além de um transponder VHF/UHF, o JY1SAT transmitirá imagens em SSDV (Digital) armazenadas refletindo o patrimônio histórico e cultural da Jordânia.

 
JY1SAT, o primeiro microsatélite da Jordânia

Fontes: 



http://users.skynet.be/on1cau/k_hussein.htm

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem