Por Alisson, PR7GA

Em maio de 2018, o QTC da ECRA divulgou o lançamento de uma missão chinesa com destino à Lua que consistia em satélites para as faixas de radioamador que transmitiriam dados a respeito de nosso satélite natural. Também noticiamos, já em 2019, um histórico contato entre duas estações terrestres, uma na china e outra na Alemanha, feita por meio do pequenino satélite orbitando a Lua, o primeiro e único contato deste tipo até hoje feito por radioamadores. Naquela ocasião, já sabíamos que o satélite estava com os dias contados, pois estava numa rota de colisão com a Lua. Só não se sabia aonde ele havia caído.



Em 08 de maio de 2019, quase dois meses antes da queda, o colega Daniel Estévez, EA4GPZ / M0HXM fez diversas simulações e assim conseguiu calcular em que local da superfície lunar o satélite cairia. Esses resultados foram repassados ​​à equipe do satélite LRO (Lunar Reconnaissance Orbiter), que foi lançado em 2009 pela NASA para orbitar a Lua e captar dados sobre sua superfície, incluindo fotos em altíssima resolução.

Em 5 de outubro de 2019, o LRO passou pelo local estimado por Estevez a uma altitude de 122 km e tirou várias fotos da superfície. Após cuidadosa análise, comparando-as às tiradas antes do impacto do satélite, a equipe responsável conseguiu perceber a presença de uma nova cratera de 4 a 5 metros de diâmetro e cerca de 10 metros de profundidade. Ele estava a apenas 328 metros de distância do local calculado, o que em termos relativos, é irrisório.

Acima, as duas fotos em comparação. O local da queda está precisamente no centro da imagem. Perceba o pequeno ponto preto na imagem mais recente.

Além de radioamador, Daniel é doutor em matemática e bacharel em ciência da computação. Em seu site, Estevez descreve a si mesmo da seguinte forma:

Sou radioamador (indicativo espanhol EA4GPZ, indicativo britânico M0HXM) e estou interessado especialmente nos aspectos científicos e técnicos do radioamadorismo. (...) Meus interesses de pesquisa incluem qualquer coisa relacionada ao rádio, mesmo que apenas tangencialmente. Alguns dos assuntos que me interesso envolvem comunicações espaciais (especialmente pequenos satélites), o uso da RF para fins de medição (radar, medições Doppler, polarização etc.) e processamento de gravações de RF para extração de dados. Normalmente, realizo minha pesquisa de maneira informal, já que faço isso no meu tempo livre, para diversão e desenvolvimento pessoal. Recentemente, me interessei por outros tópicos, como dinâmica orbital e radioastronomia. Também gosto de aplicar matemática avançada a esses problemas.
A impressionante previsão feita pelo nosso colega, além de nos orgulhar como radioamadores, também demonstra o importante papel desempenhado por astrônomos e cientistas amadores na era atual da exploração espacial. 

Parabéns a Estévez e seus colegas! Viva o radioamadorismo!!!

Fontes: https://forums.qrz.com/index.php?threads/lunar-satellite-crash-site-found-by-ham.681691/
https://www.universetoday.com/144047/the-impact-site-of-chinas-longjiang-2-spacecraft-has-been-found-on-the-moon/
https://destevez.net/2019/11/dslwp-b-crash-site-found/

Receba em seu celular e em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem