Por Alisson, PR7GA

Às 01:02 UTC do dia 02 de setembro, a repetidora mais cara da história foi ativada. Circulando ao redor da Terra e completando uma volta a cada 90 minutos aproximadamente, esta repetidora está instalada na ISS, a Estação Espacial Internacional.

Conforme divulgamos no final do ano passado, o IORS - conjunto de rádio (Kenwood D710GA modificado) e fonte projetado, construído e testado exaustivamente para atender às rígidas especificações da NASA foi levado à ISS em 6 de março de 2020 a bordo da missão de reabastecimento SpaceX CRS-20. Só agora ele foi ativado em modo repetidor crossband (banda cruzada). 

A frequência de subida (uplink) é 145,990 MHz com subtom de 67 Hz e a de descida (downlink) é 437,800 MHz. Para os não familiarizados, você irá ouvir a ISS em 437,800 MHz (ou seja, esta é a frequência de saída da repetidora) e transmitirá em 145,990 MHz com subtom de 67 Hz (ou seja, é a frequência de entrada da repetidora). 

Vários colegas ao redor do mundo, incluindo o Brasil, estão aproveitando para fechar contatos de milhares de quilômetros entre si com um simples HT utilizando esta repetidora em órbita. Como a potência do equipamento lá é alta, um simples baofeng com a antena original é suficiente para ouvir os colegas. Já para poder transmitir e chegar até a ISS, é necessário uma antena direcional, porém há projetos muito fáceis na internet como este do Roland PY4ZBZ.

Mas atenção ao efeito doppler! Por conta da incrível velocidade de deslocamento da ISS em relação à superfície da Terra, a frequência de downlink (437,800 MHz) sofrerá variação de  + - 9kHz à medida que a ISS passar sobre você. Assim, quando ela surgir no horizonte você a ouvirá numa frequência mais alta, em cerca de 437,810 e a partir daí a frequência irá caindo gradativamente até chegar em 437,790, quando a ISS desaparecer. Daí, os mais experientes programam as frequências de 437,810, 437,805, 437,800, 437,795 437.790, sempre transmitindo em 145,990  de forma a não perder nada da passagem.

Este foi o resultado de cinco anos de intenso trabalho de engenharia por parte da equipe de voluntários da ARISS, organização que gerencia tudo que diz respeito ao radioamadorismo dentro da ISS. Pelo custo do projeto, bancado e gerido pelos radioamadores, podemos reafirmar: é a repetidora mais cara da história!

O novo equipamento substituiu o sistema anterior, instalado há 20 anos, que consistia num rádio HT Ericsson, mais um headset e um módulo para rádio pacote. Informações detalhadas sobre este antigo sistema podem ser encontrados neste documento.

O antigo (à esquerda) e o novo sistema de rádio que agora está operacional na ISS

Segundo a ARISS, este primeiro IORS não será o único a subir até a ISS. Um segundo IORS está passando pelo processo de certificação e será lançado posteriormente para instalação no módulo de serviço russo. Este segundo sistema irá permitir operações duplas e simultâneas (por exemplo, repetidor de voz e rádio pacote - APRS), oferecendo diversas oportunidades de utilização por parte dos radioamadores. Além disso, ele garantirá que as operações radioamadorísticas não falhem caso um dos equipamentos apresente algum problema lá em cima.

E não para aí. Um total de dez sistemas como estes estão sendo fabricados para irem a bordo da ISS, bem como serem backups além de permitir o treinamento de astronautas. Para a próxima geração, os equipamentos futuros irão contar com repetidor com uplink na banda L (950 MHz a 2150 MHz),e uma versão especial do Raspberry-Pi, apelidado de “ARISS-Pi,” cujo projeto encontra-se em fase inicial de desenvolvimento. O ARISS-Pi irá oferecer operação autônoma e transmissão em SSTV aprimorada.

Tudo isso é mantido e administrado praticamente só por voluntários e com a contribuição de patrocinadores. Doações para o programa ARISS para desenvolvimento, operação, educação e administração de hardware de próxima geração são bem-vindas - acesse https://www.ariss.org/donate. html para contribuir.

ARISS - Comemorando 20 anos de radioamadorismo na ISS!

Fontes:
http://ea1uro.com/radio/nextgen/

Receba em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB
Ou siga o QTC da ECRA no Twitter: TWITTER.COM/QTCECRA

9 Comentários

  1. Muito bom esse projeto, pra quem é iniciante e tem vontade de falar e um pouco complicado por causa das frequências de captação de sinal,mas tenho certeza que será aperfeiçoado esse projeto que já e um grande passo na história do RADIOAMADORISMO.

    73/51
    Pu2kyz

    ResponderExcluir
  2. Maravilha mais uma modalidade para o Radioamadorismo, só espero que não chova clandestinos, 73 / 51 PY9PR

    ResponderExcluir
  3. Ideia genial, quem sabe seja uma ótima oportunidade pra nós aqui de São Paulo também desenvolver um projeto dessa magnitude e abrangência, 73/51 pu2kti Jundiaí SP whatsapp +5511983020475

    ResponderExcluir
  4. Muito boa ideia !!
    Vai ser muito proveitosa para todos os radioamadores do nosso pais !!
    Parabéns !!!

    ResponderExcluir
  5. Que venha mais está bela modalidade 73/51 a todos

    ResponderExcluir
  6. Acabei de escutar, fiquei muito feliz

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Ótima oportunidade de contatos, estou me preparando para os contatos. 73 PP2FM

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem